Como fazer uma projeção de fluxo de caixa?

Saiba como projetar suas vendas e todas as etapas necessárias para dimensionar o seu fluxo de caixa do jeito certo!

Nós já falamos aqui no Blog da Confere Cartões sobre a importância que o Fluxo de Caixa desempenha na Gestão Financeira de uma empresa e inclusive listamos os 8 erros mais comuns no Fluxo de Caixa que um administrador pode cometer, com o objetivo de lhe auxiliar a fugir de armadilhas na organização de suas finanças. Hoje, o ponto que vamos abordar é igualmente relevante: afinal, como fazer uma projeção de fluxo de caixa para um negócio?

cta-confere

Apesar de ser um item crucial do gerenciamento financeiro, muitos empreendedores ainda têm dúvidas sobre como dimensionar seus recebimentos e despesas, de modo a visualizar mais precisamente um quadro futuro das finanças da empresa.

Mas não se preocupe. Hoje, além de falar sobre projeção de fluxo de caixa, esclareceremos aqui os principais benefícios que este instrumento pode trazer para a sua empresa. E então, vamos lá?

Uma revisão rápida: o que é fluxo de caixa?

Primeiramente, vale a pena realizarmos uma breve revisão e comentar o conceito de fluxo de caixa para aqueles que estão começando a empreender ou pensando em abrir seu próprio negócio.

Em linhas gerais, o fluxo de caixa é um dos principais instrumentos da gestão financeira e consiste no controle e acompanhamento de todas as entradas e saídas de capital de uma empresa dentro de um determinado período.

O fluxo de caixa é importante pois fornece uma base mais realista para o dono de um empreendimento entender como está a vida financeira de seu estabelecimento. Suponha que foi realizado o fluxo de caixa dentro do período de uma semana.

Ao final da análise, o administrador poderá ver se as entradas do negócio foram positivas, se elas se aproximaram das despesas, se a movimentação financeira foi baixa, entre outras questões fundamentais que poderão auxiliar o empreendedor no seu processo de tomada de decisão. Podemos imaginar alguns cenários a partir de um fluxo de caixa bem estruturado:

Tive uma semana ruim? Talvez seja interessante criar alguma promoção para circular melhor meus produtos. As entradas foram maiores que o esperado? Posso fazer uma reserva para futuros investimentos. Tudo isso é possível balizar com o auxílio do fluxo de caixa, o qual, pode ser desenvolvido a partir de planilhas ou de sistemas de gestão financeira que tornam o processo mais ágil.

O que é uma projeção de fluxo de caixa?

Chegamos então a projeção de fluxo de caixa!

A grande diferença entre o fluxo de caixa tradicional e o dimensionado é que, ao invés de utilizarmos como base entradas e saídas que já aconteceram (seja ao longo de um dia, uma semana ou um mês) o que faremos é uma projeção com base em estimativas de capital que poderão entrar (receita) e sair (despesas) do negócio, dentro também de um determinado período – usualmente mais longo.

Levando em conta a alta demanda por compras via cartão de crédito ou parcelamentos, e o próprio uso dos empreendedores de empréstimos e compras a prazo, uma projeção de fluxo de caixa é essencial para mensurar os momentos financeiros futuros de seu negócio.

No geral, o método mais utilizado para projetar um fluxo de caixa se baseia em uma análise minuciosa dos dados passados, tendo em vista que, quanto mais preciso e realista for a projeção, mais eficiente ela será na hora de organizar as finanças de seu negócio.

O passo a passo para projetar seu Fluxo de Caixa

Para estruturar bem uma projeção de fluxo de caixa, é importante levar em conta alguns passos centrais. Vamos a eles!

Avalie os prazos médios de pagamento e recebimento

Entender e analisar o tempo médio que você leva para pagar fornecedores, empréstimos e contas do dia a dia da empresa, bem como o tempo médio para recebimento em seu estabelecimento é indispensável para a projeção de seu fluxo de caixa.

A partir desta base de informações, você pode lançar dados em planilhas com os valores corretos previstos de entradas e saídas dentro de determinados períodos.

É importante deixar claro que, no caso de vendas via cartão de crédito, já é possível contar com a Confere Cartões, que estrutura suas previsões de recebimento, para que você saiba exatamente quando vai entrar cada volume de capital.

Faça uma estimativa das receitas e despesas futuras

A partir da avaliação de prazos, é possível dimensionar com precisão tanto suas entradas quanto suas saídas futuras. Nesta etapa, vale a pena distribuir estes valores em categorias para facilitar a compreensão de questões, como:

  • Quanto estou realmente ganhando?
  • Qual minha previsão de crescimento nos próximos meses?
  • Quais são meus gastos fixos?
  • Quais são meus custos variáveis de acordo com o crescimento das minhas vendas?
  • Eu tenho alguma expectativa no aumento de custos fixos?
  • Quanto sobra no fim? Lucro ou Prejuízo?

 

O que levar em conta na hora de projetar seu fluxo de caixa?

Alguns princípios nunca podem ser esquecidos durante uma projeção de fluxo de caixa:

Sustente suas projeções em dados concretos

Os dados a serem lançados em sua projeção de fluxo de caixa, tanto no que se referem a despesas quanto provenientes de receitas (Cheques, Cartões de Crédito, VR, e todas as outras formas de pagamento disponibilizadas em seu estabelecimento) devem partir de informações concretas.

É essencial que você tenha na ponta do lápis quanto foram as suas receitas e suas despesas.

Deste modo, seu dimensionamento apresentará um quadro realista do futuro de seu negócio.

Se você utilizar estimativas para fazer um fluxo de caixa você não saberá aonde está o seu maior gargalo nas finanças.

Faça uso da tecnologia

Atualmente, já não é mais preciso depender do uso excessivo de planilhas e do trabalho manual que, inevitavelmente, aumenta as chances de falhas e retrabalho em suas projeções de fluxo de caixa. Neste sentido, conte com o apoio de ferramentas capazes de automatizar este processo.

Compare a projeção com os resultados finais

Por fim, os dados de sua projeção de fluxo de caixa devem ser comparados com os valores efetivamente recebidos e pagos.

É muito importante comparar sempre o previsto X realizado para saber se as suas projeções estão sendo assertivas para que você possa investir mais na sua empresa no futuro.

Eventualmente, questões como o estorno de cheques, chargebacks e cancelamentos cartões podem impactar em sua projeção de recebimentos, por exemplo.

Por isso, é sempre válido fazer a verificação do que, de fato, tua empresa teve como entradas e despesas durante o período analisado na projeção de fluxo de caixa.

Os benefícios para a empresa de uma boa projeção de fluxo de caixa

Com uma projeção de fluxo de caixa bem estruturada, o empresário terá um controle amplo sobre sua gestão financeira, podendo criar estratégias mais eficientes para o crescimento e sucesso de seu negócio. Neste sentido, não deixe de utilizar esta poderosa ferramenta e bons negócios!

O que achou deste novo artigo? Já realiza a projeção de fluxo de caixa em seu negócio? Comente conosco e até o próximo artigo!

cta-confere

Fechar Menu