Fluxo de caixa diário: Como fazer planilha Passo a Passo

Fluxo de caixa diário: Como fazer planilha Passo a Passo

Fundamental para a administração dos negócios, o fluxo de caixa é uma ferramenta indispensável para o acompanhamento financeiro das empresas. Por meio dessa ferramenta é possível controlar todas as entradas e saídas monetárias, proporcionando uma visão precisa da situação administrativa e financeira do negócio.

O acompanhamento diário do fluxo de caixa auxilia não apenas no controle, mas principalmente na saúde do negócio. Pois, por meio do fluxo de caixa diário é possível identificar os problemas que levam a perda de recurso, aumentando as chances de reverter o quadro antes que se torne um problema irreversível.

A planilha de controle de caixa diário é a melhor maneira de controlar as entradas e saídas de forma eficiente, evitando falhas e divergência de informações. Com a planilha no Excel, é possível categorizar receitas e despesas, inserindo as informações manualmente, acompanhando a atualização automática do saldo. Com fórmulas simples,  pré-determinadas nas células, e uma estrutura prática, a planilha de fluxo de caixa é extremamente eficaz, sendo um instrumento para acompanhamento do desempenho diário do empreendimento.

Existem diversas dúvidas quanto a importância, eficácia e benefícios do acompanhamento diário do fluxo de caixa. Além disso, muitos empreendedores ainda não possuem uma planilha de acompanhamento padrão. Pensando nisso, buscamos apresentar as vantagens do acompanhamento do fluxo de caixa diário, solucionando alguns dos principais questionamentos.

1) Quais são as vantagens do desenvolvimento da planilha de fluxo de caixa diário?

O acompanhamento das receitas e despesas é primordial para o sucesso dos negócios. São inúmeras as vantagens do acompanhamento do fluxo de caixa diário para a empresa.  Listamos algumas delas abaixo:

  • Melhor gerenciamento das contas a pagar e a receber: com o registro de todas as contas da empresa, oferece maior facilidade para controlar os prazos de pagamento e recebimento, evitando endividamentos. Além disso, o fluxo de caixa serve como uma ferramenta de precaução contra a inadimplência dos clientes;
  • Projeção de caixa: a partir do cadastro das contas na planilha de fluxo de caixa, é possível projetar com clareza a situação futura do orçamento;
  • Organização: com a segmentação de todas as receitas e despesas, indicando a origem de cada uma delas, é possível conseguir visualizar de uma forma simplificada os fatores que causam um maior impacto no orçamento.

2) Qual a função do fluxo de caixa diário?

Fluxo de caixa serve como um mecanismo de controle de todas as movimentações financeiras de entrada e saída do caixa da empresa. Fazer este processo é absolutamente essencial para um controle financeiro eficiente. Além disso, por meio dele é possível manter a estabilidade do negócio.

3) É preciso realizar apenas o controle do fluxo de caixa diário?

O fluxo de caixa pode ser controlado de uma forma diária, semanal, mensal e até mesmo anual. Porém, o registro diário ou semanal das receitas e despesas traz uma maior segurança no processo e reduz consideravelmente as chances de equívocos ou esquecimento no registro de informações relevantes para o seu caixa.

4) Com o fluxo de caixa diário é possível identificar a origem das movimentações?

Com o controle do seu fluxo de caixa é possível manter uma administração precisa, estando sempre atualizado sobre a situação financeira do empreendimento, o que facilita a identificação da origem de todos os gastos e recebimentos. Além disso, a análise das receitas e despesas da empresa, auxilia no processo de tomada de decisões, a medida em que indica possíveis gastos excessivos que podem ser cortados do orçamento e verifica se a empresa encontra-se em boas condições para realizar novos investimentos.

Agora que as suas dúvidas já foram solucionadas, chegou a hora de desenvolver a planilha de fluxo de caixa para a sua empresa. Para isso, siga o passo a passo abaixo:

 

1º Passo: Estruturar a Planilha – Montar o Cabeçalho

Para iniciar a estruturação da planilha é necessário desenvolver um cabeçalho que contenha as informações primordiais. Para isso, é necessário inserir em cada coluna os títulos devidos. As informações básicas que precisam conter na planilha de fluxo de caixa diário são: Saldo Anterior (valor em caixa no dia anterior); Saldo do dia (total em caixa no dia); Saldo Atual (soma do saldo anterior com o saldo do dia); Descrição (descrição da movimentação de entrada ou saída); Receita (valor das entradas); Despesa (valor das saídas); Movimento (Total de entrada/saída de cada movimentação). Essas são as informações primordiais para o desenvolvimento de um fluxo de caixa prático e simples.

1

2º Passo: Formatar as Colunas e Adicionar Cores

Para facilitar o preenchimento da planilha é necessário formatar as colunas e linhas. Para isso, basta formatar as colunas “Saldo Anterior”, “Saldo do dia”, “Saldo atual”, “Receita”,  “Despesa” e “Movimento” como “Moeda” e a coluna “Descrição” como “Nome”. Além disso, é possível colorir as linhas e colunas de acordo com a ordem e cor que se encaixe melhor para o negócio e facilite a identificação da informação no momento do preenchimento da planilha.

2

3º Criar e Inserir a Fórmula SOMA – Coluna Movimento

Por se tratar de uma planilha simples, usaremos apenas a fórmula SOMA. Para encontrar o total de “Movimento” em cada linha (diferença entra a entrada e saída), basta aplicar a fórmula na coluna “D”, para isso, é preciso subtrair o total de entrada do total de saídas, assim como mostra a imagem baixo:

3

4º Criar e Inserir a Fórmula SOMA – Saldo do Dia

Assim como fizemos no passo anterior, para encontrar o total de “Saldo do dia”, basta inserir a fórmula SOMA e selecionar todas as linhas da planilha referentes a “Movimento”. Assim como mostra a imagem abaixo.

4

5º Criar e Inserir a Fórmula SOMA – Saldo Atual

Para encontrar o “Saldo atual”, basta utilizar a fórmula SOMA para verificar a diferença entre o “Saldo anterior” e o “Saldo do dia”. Para isso, basta somar os valores de “C2” e “C3”, assim como mostra a imagem abaixo.

Lembrando que para encontrar o saldo anterior, basta inserir o sinal de igual na linha “C” e selecionar o “Saldo Atual” referente ao dia anterior. Para isso, é preciso que cada aba da planilha se referira a um dia da semana.

5

Se você seguiu todos os 5 passos, a sua planilha está pronta! Agora basta preenchê-la com as movimentações diárias de caixa e acompanhar o fluxo diário.

6

Deixe uma resposta

Fechar Menu